terça-feira, 27 de dezembro de 2016

(FFXV) Capítulo 4: Desafio do Titã

O ardiloso Ardyn tem um papel importante nesse capítulo!

Por Brunoliveira

O capítulo 4 começa com a saída de Lestallum, precisamos seguir o carro de Ardyn até o Disco, onde ele prometeu conseguir acesso para Noctis e a equipe para que obtenha a resposta para suas dores de cabeça. Essa parte é chata, porque tem diálogos interessantíssimos acontecendo no carro e você precisa prestar atenção no carro de Ardyn para não perdê-lo, mas não quer perder os diálogos também. Por duas vezes me entretive nas legendas e não o vi fazer uma curva e quase tomei game over, porque sim, se você se perder dele, é game over sem choro nem vela...

Em determinado ponto passamos por um posto avançado e Ardyn vai perguntar se quero descansar a noite e seguir viagem no outro dia ou se queremos seguir direto, escolho a primeira opção e no dia seguinte estamos prontos para seguir viagem. No posto avançado aproveito para comprar alguns itens de recuperação, estou livre para fazer quests, mas prefiro me manter na história nesse momento. Converso com o misterioso homem e decido seguir a viagem.

A continuação da viagem é o mesmo da primeira parte, conversas no carro, atenção para não perder o carro da frente e depois de pouco tempo finalmente estamos no Disco. Ardyn consegue acesso pelo bloqueio do império e eu entro de carro por uma descida numa estrada de terra, digna de filme, hahaha... No final do caminho estou numa nova tumba e adquiro a minha quarta arma real: Lâmina do Místico.
Palmas para a Squenix pela bela direção de arte nessas cenas!
Uma cena rápida acontece e me vejo dentro de um buraco com Gladio, separado de Prompto e Ignis e de cara com o imenso Titã. Sigo pelo único caminho possível recolhendo os pontos brilhantes que em sua maioria são itens de recuperação, em determinados pontos do caminho encontro alguns (uns três ou quatro, acho) depósitos de fogo e um de eletricidade, recolho as energias e crio uma magia Firaga fortíssima com 18 cargas (uhulll), continuo descendo pelo caminho, tomando cuidado com as chamas que saem do chão, pois elas diminuem os PV dos personagens.

Em alguns pontos começo a ser atacado por uns monstros voadores, parecidos com grifos, mas muito pequenos para serem considerados. Mais adiante começo a ser atacado pelo gigante e também por tropas Magitek que aparecem no meio do caminho, mas nenhum combate que seja digno de nota, tudo no mesmo nível do que já encontrei até aqui e estou bem upado e bem equipado para dar conta das lutas, mesmo com dois personagens apenas.

No fim da Dungeon, como esperado, tenho que enfrentar o Titã! A Luta é majestosa, música boa no fundo, efeitos visuais lindos, a interação que tenho que ter no meio da luta para aparar os golpes, contra-atacar e tal é bem interessante também, maaaasss, do meio pro fim a luta fica uma confusão só, Ignis e Prompto chegam, eu tenho que usar o Armiger pela primeira vez (o poder especial de Noctis, advindo das armas Reais que liberei ao recolher a terceira), uso minha super magia de fogo que criei ali atrás, aparece mais um monte de Magitek, de um tipo novo que eu não tinha visto ainda... Não sei se ataco os Magitek ou o Titã, socorro, continuo desferindo golpes em tudo o que vejo e de repente, o Titã é derrotado por um combo de magias de congelamento da equipe e um super golpe de Noctis e ganho a marca dele, pelo que entendi, agora posso invocá-lo.

Uma cena rápida se sucede, Adryn revela quem ele realmente é, mas ajuda os nossos heróis à fugirem da destruição iminente da cratera onde estava o Titã e com isso, encerra-se o capítulo 4. Rapidinho, porém intenso, rsrs...

0 comentários:

Posts relacionados: