terça-feira, 20 de dezembro de 2016

(FF XV) Capítulo 10 - Stress


Capítulo começa com a equipe em um trem, indo para a capital do império. Gladio dá uma bronca tão dura no Noctis! Chama-o de covarde, ah, diz um monte. Coitado. Achei que foi exagerado.

Chegamos em Cartanica e partimos para onde? Mina. Final Fantasy sem mina não é Final Fantasy, nao é mesmo? E morcegos. Aff... Primeira vez que vou gostar de dungeon fácil. lol


Esta mina está esquisita. Cadê os trilhos de trem? E os morcegos?

Gladio parece realmente desprezar o Noctis. As broncas dele são tão duras e inflexíveis. nunca um elogio, só bronca, crítica e pressão. Ele pode estar fazendo isto por amizade, porque quer que o Noctis seja um verdadeiro rei, mas quando isto acontece comigo na vida real dificilmente a amizade se mantém. Amigo, para mim é aquele que estimula através da aprovação e da validação do que você faz de bom, não aquele que sempre aponta suas fraquezas.


Isto é um quebra cabeças gigante. Mina Caestino. Quase não tem inimigos. Só tentar encontrar os lugares indicados, o que não é assim tão simples. 


Então, depois que consegui ligar tudo e a máquina se moveu, fiquei dando voltas e mais voltas sem conseguir chegar ao túmulo. Tive que pedir ajuda e o Jackson me salvou. Obrigada.

Para quem se perder, tente chegar aqui:


Isto está mais ou menos no meio do mapa, perto da máquina e da grande árvore central. À partir deste ponto, vire à sua direita e vá contornando rente à árvore. Esta parte preta no meio do mapa é a árvore. Explicando como o Jackson me explicou, imagine que o mapa é como o teclado numérico: 

789
456
123

A árvore é o 5. Você vai sair à partir do 5, mas na parte debaixo, sentido do 2, contornando o 5 sentido 4 e depois sentido 8 e vai encontrar a entrada para o túmulo em um ponto entre o 8 e o 6. É fácil (quando se sabe). lol

Muito bem. Então você entra na dungeon que é curtinha. Porta do túmulo está ali. Respire com alivio. Na na ni na não. Olha só quem estava me esperando, ele e filhotinhos do mal:



Marlboro. Primeiro e único. O malvadão com seu bafo letal! Você vai querer tanto quatro ribbons! kkkk

Bom, eu fui com tudo para cima. Estava com o Armiger cheio e soltei sem dó. Vez em quando mudava para os filhotinhos. Ele me comeu! Foi tão legal!!! kkkk Pena que não consegui tirar o print na hora exata. 

Logo ele ficou com um restico de nada de vida. Ficou vulnerável. Continuei atacando. E não é que o bicho recuperou vida? Ataquei mais, deixei novamente só com um tico de vida. Recuperou de novo. Jogo me mandou fugir de seu bafo, mas estava com tão pouca vida, pensei que mataria com um golpe e continuei. Minhas superpotions foram quase tudo embora nesta luta. Até que o povo me falou que não morria assim. Que tem que fugir do bafo. Fugi. Eu. Os 3 patetas continuaram lá, na boca do bafo. Fugi tanto que saí da luta e reiniciou com a vida dele inteirinha. 

Tomei fôlego e reiniciei. Vida dele acaba rápido. É fraquinho. Só não deixar a equipe morrer. Daí quando me falou para fugir, segui a seta (vermelha, piscando, enoooorme!) que eu tinha solenemente ignorado da outra vez e fui para o ponto certo.

Aí acontece a mágica e ele morre. Obrigada turma. Até que este grupo do Whatsapp está valendo, já que eles estão bem mais adiantados do que eu. rsrs

Peguei a espada do rei, enfim!


Gladio mais insuportável do que nunca. Rola outro stress. Estou ficando com uma bronca dele!!! Carinha chato!!! Com estes gominhos lindos, precisava abrir a boca? Não né! Bastava ficar calado e me deixar apreciando a paisagem. Mas tinha que abrir, acaba que nem gosto mais de olhar para ele.

Prompto em compensação, ficando cada dia melhor nas fotos. 


A imagem pode conter: uma ou mais pessoas, pessoas em pé, oceano, céu, nuvem, natureza e atividades ao ar livre

Para fechar o capítulo, voltamos à estação de trem e estava tão linda ao amanhecer, principalmente depois de passar horas naquela mina!


Embarcamos em direção à Tenebrae e fim do capítulo.

0 comentários:

Posts relacionados: