domingo, 4 de dezembro de 2016

(FF XV) Segundas impressões: aprendendo a jogar e ficando mais do que confortável, deliciada!

Que será que houve para estarem com estas caras? 

Posso apagar aquela primeira impressão e começar de novo? rs

Eu realmente comecei um outro jogo. Primeiro o André Anastácio me deu algumas dicas de jogabilidade. Até então eu estava tentando lutar me defendendo com o quadrado e a bolinha e não estava sendo muito efetivo. Ele me disse que o teletransporte é muito melhor, experimentei e minha vida realmente mudou. lol

R1: fixa um alvo.
Triângulo: teleporta o Noctis
R1 + triângulo: teleporta para o bicho e na maior parte das vezes ele dá um ataque forte e já desnorteia o mob, facilitando muito a luta.
Triângulo sem o R1: simplesmente teleporta o Noctis alguns passos para a frente. Isto é fenomenal quando você está cercado de mobs e muito mais eficiente do que o quadrado.
Segurar o triângulo sem o R1: teleporta o Noctis para algum daqueles pontos de fuga mais distantes. Também ótimo para fugir de batalhas.

Prompto capturou o momento exato de um teleporte.

Aprendi a usar as técnicas deles. O Gladiolus tem uma técnica chamada Tormenta que faz um estrago. Você aciona as técnicas com o L1 + uma seta, escolhendo de qual dos personagens.

E finalmente, aprendi a usar magia.

Primeiro tem que coletar os elementais (fogo, gelo, raio) das pedrinhas que ficam ao redor dos acampamentos. E, depois que ganhar uma garrafinha (em uma das missões iniciais), pode transformar estes elementos em magia, guardar na garrafa e armazenar ou equipar em algum deles. Bruno me recomendou equipar apenas no Noctis, pois os outros podem jogar no momento em que um dos personagens está próximo e se machucar. Como eu confio bastante nele, nem questionei e fiz!

Usando magia pela primeira vez.

Para complementar, também recolhi alguns acessórios pelo mapa, que deram um help na defesa e ataque e peguei uma nova espada grande com 131 de ataque, melhor do que a Masamune com seus 88. Equipei o Noctis com ela e a Masamune ficou com o Gladiolus. (Eu amanhã farei o post da primeira parte do primeiro capítulo e falarei melhor sobre os itens que encontrei, mas quem quiser pode ver aí no mini-mapa o local exato em que ela se encontra.)

A nova espada: Lâmina de Brennaere
Tudo equipado, dominando melhor o combate comecei a me sentir a tal. E quem foi que encontro no meio de uma luta com um bando de mobizinhos: Cactuar, minha paixão!

Recebendo as boas vindas do meu adorado Cactuar!
Ah, caramba! Que delícia!!! Sem falar no xp, 5.000 salvo engano.

Por falar em delícia, estou passando mal de ficar vendo as comidas do Ígnis. Gente, vou virar uma bola. Toda vez que ele cozinha, meu estômago ronca e eu parto para a geladeira. lol

Olha, eu comia e pedia repeteco!
E, depois de comer, naquele clima do bate-papo deles nos acampamentos ou trailers, que tal apreciar a lua?

Pensa, só pensa: você ali, com eles, vendo isto,,,
Hum... Que gostoso!!!

Não dá vontade de sair, mas como a vida segue, voltei à oficina, aproveitando para dar um up na aparência do Regalia.

Meu novo Regalia: marfim, rodas preto fosco e bancos negros. Lindão!
Finalmente, para combinar com o novo Regalia, os meninos trocaram de roupas, saindo daquele clima over, punk.


Melhor, bem melhor!

O Noctis está tão fofinho nesta roupa que esqueci completamente que seu nariz é grande e estou quase deixando o Gladíolus por ele.

Noctis gatinho

Eu passei horas jogando e por mim não pararia hoje. Estou me obrigando a parar porque trabalho amanhã e preciso dormir um pouco. Mas, ah..., que saudades eu estava de sentir este prazer em jogar!

Eu sei que estou parecendo bipolar, gente, mas aquele primeiro contato com a jogabilidade foi meio assustador mesmo. Lembrem-se de que não joguei nenhuma das demos e meu último jogo foi o FF VII. É um pulo gigantesco!

0 comentários:

Posts relacionados: