sábado, 20 de março de 2010

A mãe que rouba o Xbox dos filhos

Imagem: montagem minha à partir do original daqui.

- Mãe, já terminou? - Meu filho mais velho, de 14 anos, pergunta todas as noites, referindo-se ao jogo.
- Não.
- Meu colega começou a jogar depois de você e já terminou.
- ... - Recuso-me a ser intimidada pela rapidez de um garoto de 15 anos.
- Vai demorar?
- Vou.
- Quero jogar! - Indignado com minha lentidão. - E complementa entristecido: - Nenhuma mãe joga.

(Sei que sente um orgulho indisfarçado por ter uma mãe que joga videogame e quase posso imaginar contando para seus colegas que estou jogando FFXIII e esbaldando-se com a expressão de inveja dos que estão acostumados com mães cuja única relação com os consoles resume-se a mandar desligar e ir dormir ou estudar.)

Meu filho mais novo, de 11 anos, não é melhor. Ele senta ao lado, preferencialmente quando eu estiver em luta com um boss bem chato e começa a perguntar:

- Dá para montar a equipe? - Ele sabe que não (naquela fase não podia).
- Pode explorar o mapa? - Idem
- Pode voltar atrás para upar? - Idem
- Você está gostando deste jogo? - Em tom entre incrédulo e desdenhoso.

Começou a usar esta tática de perguntas depois que proibi os discursos de como a Square irá à falência por este jogo e a enumeração uma a uma de todas as falhas do jogo.

Agora está proibido de falar. Se quiser ver, tem que ficar calado. lol

(Provavelmente também se gaba com os amiguinhos por ter uma mãe que joga e agora que viu o blog, mais ainda. :D )

...

Comecei a jogar RPG quando o mais velho tinha 5 anos e ganhou um gameboy com a fitinha amarela do Pokemom. (alguém lembra? saudades.) Vivia perguntando como faz isto, como faz aquilo e eu perdida com aquela "coisa" cheia de botões só falando "não sei, não sei".

Uma noite de insônia, sem nada a fazer, peguei o aparelhinho e liguei. As horas passaram que nem entendi como. Depois vieram as fitinhas vermelha, azul, verde, ouro, prata, ... O gameboy evoluiu para color, advance, DS, os consoles passaram de playstation 1 para 2, 3, Nitendo64, GameCube, Xbox, Xbox360.

Os jogos sucediam em sequência vertiginosa. Não recordo os nomes todos, mas lembro de Dragon Quest, Xenosaga, Radiata, Kingdon Hearts, Blue Dragon e Planet, Lost Odissey e Planet, Star Ocean, Marios Bros, Valkirie Profile, vários Tales, o belíssimo Eternal Sonata sobre o compositor Chopin, Okami que é uma obra de arte e, lógico, God of War e Final Fantasy.

Jogamos juntos a maior parte destes. Meu filho menor amava Okami. GoW jogamos os três juntos. Eles revezam no controle e eu palpito. Tentamos jogar Bayoneta, mas estacamos em uma fase impossível.

Isto para ficar só nos RPGs, sem contar os de tiro, luta, etc., que eles gostam e eu não. E atualmente os MMORPG, que são os rpgs online. Tentaram levar-me junto, mas no pc prefiro outras atividades.

Quando Bully foi lançado e vários países proibiram o jogo, comprei e joguei com o menor. Todos os pais deveriam dar Bully para seus filhos aprenderem as consequências de mau comportamento. Nunca entendi o fuzuê que fizeram com ele, uma vez que só evolui o aluno que se comporta e existem vários castigos desagradáveis para quem faz "arte".

A estória de minha família poderia ser contada pelos jogos e não sou realmente uma mãe que manda desligar a "porcaria". Temos acordos vigentes em casa. Durante a semana existe um horário para jogar. Nos finais de semana é liberado. Temos vários acordos para nosso relacionamento.

Sei que sou meio "avis rara" como mãe e que passo longe do protótipo da super mãe. Culpo-me às vezes. Acho que deveria ser mais "adulta". Daí fico sabendo de tantos e tantos casos de crianças maltratadas físicas e psicologicamente pelos próprios pais e penso:

Que bom que eu só jogo video-game. :DD

Realmente não entendo porque os adultos não gostam de jogar e que videogames são vistos como uma brincadeira para crianças.

Os jogos evoluiram e tornaram-se o entretenimento mais completo e interativo existente. Um jogo de Final Fantasy, p.e., é um "Avatar" interativo. É um filme com qualidade impressionante, direção de arte, trilha sonora totalmente composta para ele, é feito por uma empresa gigantesca, através de uma equipe monstro de não sei quantas pessoas e custa tanto e gera tamanho trabalho em seu devolvimento quanto qualquer filme.

Jogar desenvolve criatividade, raciocínio, persistência, memória e inteligência.

Perdi alguns seguidores desde que comecei a postar sobre FF, amigos blogueiros desviam de meu link e fazem de conta que não me conhecem por esta excentricidade. lol

Desejei que soubessem da importância que isto tem em minha vida: amo Final Fantasy, estou divertindo-me horrores com estas postagens e prefiro perder todos os seguidores a parar.

Mas... tenham só mais um pouco de paciência. Logo termino e retorno às estórias.

Até que FFXIII Versus ou End of Eternity saim do forno ao menos. kkk

26 comentários:

André Kaworu disse...

Olá, olha fiquei surpreso com o post, MESMO li pelo googles reader da editora novitas e vim no blog conferi, pois amei o fato de vc jogar RPG uhauhauhauha toda criança devia ter uma mãe assim, que participa mais das coisas deles, isso é motivo de orgulho com certeza. abraços e boa semana

Mamis de Marte®♣Dourei de vez disse...

<span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span><span>Já fiz isso, com um jogo, nem lembro o nome, passei as férias tentando zerar o jogo com os meninos sentados ao lado acompanhando. master system acho que era este o nome e zerei o sony, adorei, mas nunca mais peguei em video game. nem o play. bjs e boa sorte♥</span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span></span>

aitinerante disse...

hahaha até imagino a cena. obrigada, Mamis. Bjs

aitinerante disse...

Olha só. Nem sabia que estava no googles reader da Novitas. Vou até lá ver. Obrigada pela dica e pelo apoio moral. rs Abraços e bom final de semana também.

Thania disse...

Oi Neiva,

Meus  blogs  apresentaram  problemas de configuração no sistema de comentários.  De repente  apareceu o Echo ( aparece no IE )  sem que eu o tenha colocado . No FFox aparece o Intensive  debates ( este   eu coloquei)  , mas  está  travando  na entrada  do echo . Já tentei mudar o template, de forma  experimental , mas  continua com o mesmo problema .
Para não  ficar  sem blog   fiz outro Arte Imita a Vida            http://thaniaarteimitavida.blogspot.com    .

O Arte ilumina  ficará inativo,  não tenho mais  tempo para postar lá .

Porque  vc  deixou de  escrever  o romance Druída ? Eu estava  adorando, espero que continue .

Bjs

Leila disse...

Eu só jogo o Viva piñata,viciada

Thania disse...

Digitei o endereço errado. O correto é : http://thania-arteimitavida.blogspot.com/

aitinerante disse...

Viva Piñata é óóóttimmoo!!! :DDD

aitinerante disse...

Pôxa, Thania. Que coisa. Também estou com vários problemas aqui. Este Echo para instalar é fogo mesmo. Sinto muito.

Olha, vou alterar no link e te visitar daqui a pouquinho, viu? Só vou dar um passeio rapido de chocobo para sentir o gostinho e vou lá. kkkk

Beijos

aitinerante disse...

Ah é, sobre o Druida, problema com a inspiração, se é que me entende. E também lançou o FF e fiquei numa sinuca. Ou jogava ou escrevia. Como já estava esperando o jogo há 2 anos (desde o BBB8) resolvi dar uma pausa na estória, mas já estou terminando FF e logo voltarei.

Obrigada por lembrar-se de mim, sempre.

Beijokas

Toninho disse...

Ola´ Neiva Tenho 44 anos e não renho vergonha de ser um gamemaniaco sou muito fã de FF e tambem estou jogando o XIII e não paro enquanto deixar todos personagens no level máximo percebi que vc é fera no assunto e andei pegando umas dicas valeu continue assim.

aitinerante disse...

Toninho, que legal! Fico contente por estar ajudando e também em saber que não sou a única "avis rara". lol

Obrigada pelos elogios. Está gostando do jogo?

Abraços

kêdes disse...

Realmente fabuloso seu blog :D

O mundo precisa de mais mães assim,
nada contra a minha, so que nunca
 consegui ensinar ela a jogar
kkkkkkkkkkkkkkkkkkk

Adoreii

aitinerante disse...

lol

Obrigada, mas para suavizar o lado de sua mãe, saiba que não sou uma mãe tradicional. Não sei cozinhar, por exemplo. Ainda bem que sempre pude pagar auxiliares que fazem isto por mim, mas sei que meus filhos gostariam de comer alguma comida feita por mim, como eu gosto até hoje de comer a que minha faz. Não dá para ser boa em tudo.

Abraços

DarkRod disse...

Amo Muito minha mãe, mais um ser humano pode ter duas kkkkkkk
quer ser minha mãe nos RPG,s poxa bacana mesmo esse seu blog e como você vai afundo nos games que você joga
mesmo eu que sou viciado depois que termino não me anima muito completar o restante a não ser antigamente que tinha game shark e depois que você zerava voltava com tudo no maximo so pra descontar sua raiva por tudo que te fizeram passar kkkkkkk monstro mald.....seu f.. toma isso...rrs e por ai vai, o mundo precisa de mais mulheres como você o mundo dos games parabens :DDDDD

aitinerante disse...

Obrigada! :DD

carlos disse...

caramba, acho q vc é unica nesse mundo lol, nunca vi uma mãe como vc, se alguem me dissese eu não iria acreditar nisso, a minha mãe se me ver pelo menos assistindo uma desenho 3D na tv, ela ja diz q eu to jogando e vai chamar o pai, aí é uma fuleragem sem fim, "MENINO, SEU VAGA.... VIDEOGAME NUM DA FUTURO, SAI DESSA JOSSA TU TA PERDENDO TUA VIDA" á é mesmo é, então fala isso pra square enix fala tambem pra CAPCOM, eu queria ter essa falta de futuro, eles respiram dinheiro, pensam dinheiro, comem dinheiro, cagam dinheiro, é dinenheiro q não acaba mais, mas eu sempre tento explicar q é um hobbie,eu só jogo 1 h por dia, só nos fins de semana q eu vicio afinal pq é final fantasy, e jogo desse tipo requer tempo né kkkkkk, eu estudo ora bolas, eu quero ser bioquimico e tenho q estudar q nem um condenado pra isso, mas eu presiso de um tempinho de alegria vc tamebm não acha?assim como vc tambem joga pelo q eu vi tambem como um hobbie, a visão dos adultos sobre os videogames não é nada boa, o bacana é quando eu pego o meu pai jogando sinuca na esquina, "olha aí tu tambem ta jogando né vei"  " hipocrita, eu jogo videogame mas não perdo dinheiro com isso, kkkkkkk, acho é graça disso, adorei os posts sobre o final fantasy e desculpa pelo jornal q eu escrevi kkkkkkkk,ja sou seguidor XD

aitinerante disse...

Oi Carlos,

Pois é, também fico pau da vida com a hipocrisia. Os homens jogam e assistem futebol etc, as mulheres assistem novelas e outras bobeiras e nós não podemos jogar porque é desperdício de tempo??? Ah, fala sério! rsrs

Beijos

Rick Albar disse...

Ola Neiva nossa eu acompanho o seu blog só para pegar algumas dicas para jogar e conseguir terminar com 100 % meu jogo e hoje resolvi ler todos os posts e descobri que vc era uma mulher ja fiquei super feliz em saber disso que você era um mulher que jogava RPG e muito bem e entendia toda a complexidade deste jogo e quando vi o seu post sobre "a mae que rouba o xbox dos filhos" nossa eu juro que caiu uma lagrima dos meus olhos e falei olha ta vendo esse mundo não esta perdido ainda existe mães dedicadas e que participam e entendem o mundo que os fihos vivem pq uma coisa é a mãe conhecer os filhos uma coisa e participar das atividades deles e entender oque eles dizem sobre os jogos e se vc gosta dos jogos deve gostar tbm dos desenhos que eles assistem.
 Nossa vc esta de parabéns Neiva e lhe garanto que seus filhos são muiiiiiiiiiiiiito orgulhosos de você e todos os amigos deles devem saber sobre você e ter orgulho também você com certeza sera uma mãe que eles nunca teram vergonha de levar ou ser acompanhados por você em lugar algum, e isso gera confiança entre eles e voc~e e pode ter certeza que tudo que eles fizerem eles vão lhe contar e confiar na maravilhosa mãe que eles tem em casa e que fica perturbando a vida desses pobres meninos querendo jogar um pouco e ver a mãe entocada o dia todo no video game tentando matar adamantoises e evoluir suas armas kkkkk.
 Adorei você Neiva e sera um exemplo e inspiração para a minha mulher também. um grande beijo e boa sorte nos games .

aitinerante disse...

Nossa! Fiquei emocionada com seu recadinho. Obrigada. :D

Unk_Zero disse...

Neiva, é a a milésima vez que entro, mas a primeira vez q comento algo no blog. Decidi devido a esse post, e o engraçado é que passei várias vezes por ele no decorrer da sua "ajuda" no meu jogo, e sempre pensei: "- Ah, no mínimo ela deve tá contando sobre como a <span>mãe dela</span> deve pegar no pé por causa de FF, deve até ter escondido o Xbox...". Rs, inocência...
Bom, digo porque isso é algo extremamente raro, ainda mais se tratando de uma jogadora experiente e detalhista como você provou ser ao longo desse mês de maio que eu entrei de férias no serviço e decidi platinar essa obra de arte que tanto esperei, contando sempre com a ajuda de seus links. Me custa a acreditar que algumas pessoas ainda têm essa força de vontade e determinação em meio ao vasto mar de obrigações familiares e sociais que nós, singelos nerds, tanto perdemos...
Falo por experiência de causa, uma vez que a minha pequena tem 10 anos e já está sendo tragada para o velho hábito do pai; vai começar o jogo logo depois do término do meu.
Não tenha dúvidas sobre o orgulho de seus filhos. Todos os filhos do mundo carecem de participação dos pais nessa "Pulse" consumista e impiedosa. Você vê algo mais participativo do que juntar-se a eles em uma coisa que gostam tanto??? Eles não. Nem eu, como leitor incrédulo das suas palavras...
Vi desde o post "Avatar da Square", que não lia apenas mais uma nerd. Eles definitivamente entenderão seu recado como pessoa, antes de tudo. Parabéns, tens um belo legado já. És uma mãe nobre.

aitinerante disse...

Olá. Obrigada pelas suas palavras. Escrevi isto logo quando comecei a postar sobre FF e fiquei emocionada com a aceitação que encontrei ao longo destas semanas em que joguei e postei. Pena que surgiram alguns compromissos que têm me impedido de prosseguir com o mesmo afinco nas postagens de Resonance.

E você? Conseguiu a Platina de FF? Depois que terminar, se puder, experimenta Resonance. Estou no meio do jogo já. Encantada e viciada. rsrs.

Abraços

Fernando disse...

Primeiramente parabéns pelo blog, me ajudou muito a entender o sistema do FFXIII, que de principio parece ser complicado pra caramba, mais depois agente acustuma!! Achei muito legal sua atitude e seu jeito de pensar em se tratando de video-games, concordo plenamente com o que você disse ai, sobre como o mundo dos games é visto com preconceito pelos "adultos". Quando eu tiver meus filhos, quero ser desse jeito, jogar junto deles pra depois chegarem e falar pros amigos: "meu pai joga video-game até hj!!"
Parabéns pelo blog e pelo seu jeito de pensar.

Abraços

aitinerante disse...

Eita!! Adorei seu recadinho. :DD Legal pensar que estou inspirando outros pais, mesmo que futuros! Boa sorte! Beijos

Anonymous disse...

essa tira tem tudo a ver com esse post: http://tironas.blogspot.com/2010/03/tirona-242-videogame.html

aitinerante disse...

kkkkkkkkkkkkkkkkkk

Ameiiiii!!!!!! lol

Posts relacionados: