quarta-feira, 21 de abril de 2010

God of War - A estória de GOW 1


CONTÉM SPOILERS !!!

O jogo começa com uma visão do futuro: o protagonista Kratos jogando-se de uma montanha em Atenas pra livrar-se de seus pesadelos.

Em seguida há um retorno de 3 semanas, iniciando no mar Egeu, num barco rumo a Atenas e atacado pela besta hidra. Kratos recebe poder de Poseidon para derrotá-la. Já com o barco a salvo, Kratos conversa com a estátua de Atena, dizendo que após 10 anos servindo aos deuses, sua última prova seria matar seu mestre Ares (o deus da guerra) que destruía a cidade de Atenas. Atena aconselha Kratos a pedir ajuda ao oráculo.

Após salvar o oráculo das harpias de Ares, ela revela o segredo sobre o único jeito de destruir um deus: a caixa de pandora, a melhor arma que um mortal pode conquistar. Assim que ela abre o portão para o deserto das almas perdidas, Kratos segue em busca da arma.

No deserto, Atena diz que ele precisa seguir o canto das sirenes, até achar Cronos, o titã que foi condenado a levar o Templo de Pandora acorrentado às suas costas. Entrando no templo, cheio de perigos e armadilhas, Kratos começa a ter visões de seu passado, o que o estimula a terminar sua tarefa.

Assim que encontra a caixa Ares recebe uma harpia com as notícias de Kratos e atira-lhe uma magia, matando-o. Kratos agora se encontra no inferno, nos domínios de Hades. Após enfrentar várias das mesmas criaturas que já tinha derrotado, sobe por uma lápide e retorna ao templo do oráculo destruído. Reencontra seu inimigo, Ares, que está com a caixa e atira-lhe um raio, presente de Zeus, libertando a caixa.

A caixa de pandora é aberta pela primeira vez por Kratos e dá-lhe poderes de tornar-se do tamanho de um deus. Após uma longa batalha com Ares, descobrindo que é mais forte do que pensa, Kratos é transportado ao seu pesadelo: o templo onde matou sua família. Após salvá-la de clones dele mesmo, perde suas espadas e retorna a Atenas, onde Ares está a ponto de matá-lo. Recebe outra espada, um presente dos deuses e finalmente, comete o impossível: um mortal derrota um Deus e agora não existe mais o Deus da Guerra.

Kratos reencontra Atena, informando o ocorrido. Ela diz que seu serviço com os Deuses terminou e que eles perdoaram seus crimes e pecados, mas não podem tirar seus pesadelos, pois o que fez não pode ser esquecido.

Retornamos ao início do jogo, com Kratos suicidando-se. Mas ele é salvo da morte pelos deuses - alguém que fez um feito como aquele não pode morrer assim, pelas próprias mãos - e agora está sobrando um trono no Olimpo, um novo Deus da Guerra é necessário.

Kratos toma posse do trono e torna-se o novo Deus da Guerra!

Kratos, após virar Deus da Guerra, esclarece todas as suas dúvidas. Apenas uma ficou pendente: quem era seu pai? Por mais que tentasse descobrir, não conseguia. Um dia, Kratos recebeu uma pista de que sua mãe vivia em um vilarejo próximo à cidade de Atena. Kratos vai até esse vilarejo, e encontra sua mãe. Ele pergunta quem é seu pai e ameaça usar violência se ela não contar. A mulher diz que foi amaldiçoada para que assim que visse Kratos tranformasse-se em um monstro.

Assim acontece. Kratos e o monstro lutam violentamente, até que Kratos fere o monstro mortalmente. Nos últimos instantes de vida, o monstro volta à forma humana e revela o terrível segredo a Kratos. Seu pai não era nenhum mortal, nenhum reles humano. Seu pai era um deus, não qualquer um e sim Zeus, o rei dos Deuses.

A partir desse momento, Kratos começa a nutrir um ódio mortal por Zeus, por esse ter escondido toda a verdade. A mãe do herói morre em seus braços e ele a incinera no mesmo lugar onde incinerou sua filha e sua esposa.

...

Fonte de pesquisa principal: wikipedia

Compilação: Magnus (bizzarrooo@hotmail.com)

0 comentários:

Posts relacionados: