quarta-feira, 27 de março de 2013

Metal Gear Solid V: The Phantom Pain - Análise ao Trailer



Depois de nos ter aguçado o apetite com os trailers e demonstrações de Ground Zeroes, Hideo Kojima e a sua Kojima Productions da Konami confirmaram finalmente na Game Developers Conference 2013 que não existe Joakim Mogren nem Moby Dick Studio, o que existe é mesmo Phantom Pain, que na verdade é Metal Gear Solid V. Não existem dois jogos apenas MGSV, sendo Ground Zeroes o início.

O trailer de 5:50 dá-nos a conhecer bastantes informações mas existem sempre pequenos pormenores e detalhes que nos escapam. Por isso mesmo decidimos espreitar mais uma vez o trailer e tentar encontrar momentos que possam indicar mais do que estará para vir. É que com Kojima podemos contar com tudo e ao mesmo tempo não podemos contar com nada, nem tudo é o que parece com este homem.


O trailer começa numa sala de operações e o espectador assiste pelos olhos de alguém que está deitado ao lado de Big Boss e Kazuhira Miller enquanto médicos tentam reanimar o grande herói da série Metal Gear Solid. Quando é declarado que está a entrar em paragem cardíaca arranca com um estilo que só Kojima poderia prever a música "Not Your Kind of People" dos Garbage. Podemos claramente ler FOX e respectivo símbolo no ombro de Big Boss.



Enquanto os médicos tentam reanimar BB, surge novamente a confirmação que estamos perante o FOX ENGINE da Konami e é dado imenso destaque e atenção às faces dos médicos. Exibindo sinais de preocupação e ansiedade, vemos um grande detalhe nas suas faces e até vemos um médico a olhar de forma inquietante para os monitores enquanto suor lhe escorre pela face. Olhares consternados e expressões preocupadas são outros sinais do aparente poder deste novo motor e acreditando que o jogo pode chegar à próxima geração (confirmado apenas para PlayStation 3 e Xbox 360 por enquanto) temos realmente razões para grandes expectativas.

"Ele está estabilizado mas demorou muito tempo. Está em coma," diz um dos médicos. Logo de imediato Miller pergunta aos médicos: "E ele?" Aqui a câmara afasta-se como a indicar que está a falar sobre a pessoa cuja perspectiva é a do espectador mas antes da resposta temos um corte e surge um ecrã a confirmar que este é um jogo de Hideo Kojima.

Fonte

0 comentários:

Posts relacionados: