quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Final Fantasy XIII episode I Parte 5: O sorriso da deusa...

Fang, linda como sempre, hehe!!!


Capítulo 5 do episode I, estamos quase acabando, que pena, faltam só mais 3!!!

Esse capítulo está demais, sempre gostei das percepções da Fang na história, isso sem falar na dona do sorriso misterioso, lol!!!

Fang e Vanille juntas na torre de cristal... Por um lado penso que não poderia haver final melhor para elas, mas por outro gostaria que estivessem todos juntos, ajudando a reconstruir Coccon!!!

Espero que gostem!!!

..........

Ela sentia como se fizesse um longo tempo desde a última vez em que tinha visto uma criança assim. Rindo, feliz. Foi estranho. Depois que acordou em Cocoon, ela deve ter visto muitas delas no shopping center de Bodhum ou em Euride.

Fang pensou que talvez fosse porque ela própria tivesse mudado.

Ou não, mas voltou a ser como era. Voltara a ser a pessoa que tinha sido em Oerba, observando as crianças rirem e brincar.

Todas as crianças tinham a mesma cara quando sorriam. Em Cocoon, em Oerba. Foi uma coisa tão estranha.

“Claro,” Vanille riu. “Crianças são crianças em Cocoon ou Oerba. Não importa onde elas estejam.”

“É claro que você está certa,” Fang respondeu, voltando a olhar para o sorriso de Dajh. Ela achava que não se cansaria dele nunca. Ele era humano de novo, não um l'Cie vinculado ao Sanctum. Quando ela viu que a marca de l'Cie havia desaparecido nas costas da mão, sentiu-se tomada por uma total onda de alívio.

"O que aconteceu com Dajh não foi sua culpa. Foi minha culpa que eu não prestei atenção nele. Basta pensar dessa maneira."

Quando Sazh lhe dissera aquilo, ela não disse nada. Aquelas palavras a salvaram. O peso que carregava em seus ombros diminuiram, só um pouquinho.

Mas ela ainda achava que era tudo culpa dela mesma. Eles haviam envolvido uma criança inocente. Isso era imperdoável, mesmo que a criança era uma criança de Cocoon. A voz em sua cabeça não parava de lembrá-la.

Ela achava que a única maneira para se perdoar seria não se Sazh a perdoasse, mas se o próprio Dajh o fizesse. Isso que pensava. Mas não era verdade. Não eram suas palavras, mas seu sorriso que finalmente permitiu a ela perdoar-se por seus próprios crimes.

Fang fixou os olhos em outra pessoa que ela queria que a perdoasse. Serah.

"Eu vou deixar Serah decidir se ela deve ou não perdoá-la." Lightning tinha dito a ela, quando elas estavam se escondendo em Palumpolum.

“Será que ela vai ... perdoar-nos?” Fang perguntou.

“Está tudo bem,” Vanille sussurrou. “Serah é boa, e forte. Ela irá.”

“Bem, então... Acho que nosso trabalho está terminado. Concluímos este foco estúpido, nós destruímos Cocoon. Agora todos os l'Cie estão de volta ao normal.”

Mas não, não tinha acabado ainda. Elas ainda tinham que sustentar Cocoon. Embora Fang não sentisse realmente que este era um tipo de trabalho. Elas simplesmente dormiam um sono profundo, e desperdiçavam um longo, longo tempo. Isso era o suficiente. Vanille estava ao lado dela. Ela não temia que elas pudessem se transformar em um Cieth. Elas podiam desperdiçar tempo para sempre juntas.

Então elas sentiram alguém sorrir para elas.

"Quem?"

Vanille chamou e Fang se virou. Elas conheciam esse sentimento. Há muito tempo sabiam disso. Talvez em algum lugar de suas lembranças esquecidas.

Vanille sussurrou o nome da deusa. Claro, Vanille ainda tinha todas as suas memórias. Então, ela conhecia a dona desse sorriso. Sim, claro. Agora eu sei de tudo. Isso é o que um milagre é. Ela se sentiu como se um nó apertado estivesse se desfazendo. Suas memórias não haviam retornado, mas ela sentia como se uma névoa se dissipasse.

Fang olhou para todos os seus amigos, um por um. Sazh estaria ocupado, cuidando de Dajh. Hope ainda não era um adulto. Mas Snow e Lightning ... esses seriam um problema.

“Não se atrevam a pensar em nos salvar. Em nos levar de volta. Só pensem em si mesmos a partir de agora. Ou mais.”

Vanille riu.

“Bem, você sabe como eles são...” Fang suspirou e deu uma risada amarga.

..........

O original pode ser conferido aqui.

0 comentários:

Posts relacionados: