quarta-feira, 3 de outubro de 2012

Fanboys ? o que são? Onde vivem? O que fazem? Por que existem?


O título estilo Globo Repórter é uma piadinha leve para descontrair numa matéria quase que filosófica, afinal o que leva uma pessoa a defender uma marca, ou adaptando à nossa realidade, um sistema operacional móvel ou um fabricante em um mundo onde há tantas outras coisas para se defender? 

Será que alguém já discutiu se marca de sofá, geladeira, furadeira, cadeira, etc.? Por que isso acontece com produtos que se popularizam então, como carros, smartphones, hardwares de computadores, sistemas operacionais e outros temas que sempre se acaloram? 

No entanto nós que vivemos intensamente o mundo dos smartphones, temos que conviver com os fãnboys, que em sua definição mas pejorativa são cegos, não podendo perceber os defeitos de um produto, enquanto simplesmente dizem não gostar de outro sem nunca ter usado o concorrente, agora definindo os fanboys de forma "bonita" são pessoas que levantam as bandeiras e filosofias de determinada marca e dizem estar amando seus produtos, quando lembramos que o amor cega! 

Sabendo agora o que são os fanboys, nós precisamos nos perguntar de onde nasce o espírito fanboy? Bom, geralmente vem de uma primeira experiência em algo, no nosso caso celulares, é muito provável que se o seu primeiro smartphone foi um Nokia, o seu segundo também deve ter sido e provavelmente nunca ninguém se importou com isso, acontece que quando o iPhone foi lançado, as pessoas já possuíam um iPod, estavam destinadas a compra do tal aparelho, e mesmo com inúmeras falhas e limitações elas o compraram em massa, e ela ainda não podiam ser classificadas de fanboys, pois elas não tinham muito o que defender, afinal não havia competidores, e sem discussões, não havia fanboys. 

Com o surgimento do Android, donos de dispositivos da Maçã e usuários do sistema operacional do Google começaram a levantar as bandeiras de qual sistema operacional móvel é o melhor, ganhando apelidos que os caracterizavam como fanboys, não faltando Appleboys, Macfags, Androidboys, Fandroids (você leitor pode deixar nos comentários algum apelido que faltou). 

A questão aqui não é provar qual produto é superior, a questão é provar a filosofia de cada uma, eu por estar escrevendo um artigo em um site chamado "Diário do Android" não preciso dizer a qual dessas filosofias eu sou a favor, é como um time de futebol, você escolhe um as vezes por algo simbólico e emblemático como o HINO, ou simples e trivial como as cores, e ai você grita, chora e sofre por ele, no mundo da tecnologia acontece o mesmo, só que com produtos e marcas que nos encantam por suas filosofias de mercado. 

Como disse lá em cima existem duas formas de ver os fanboys e isso é por que existem dois tipos de fanboys, o primeiro é o fanboy insuportável que vive para reclamar de tudo aquilo que não é da sua marca favorita, ele gosta dos produtos por causa da marca! O segundo tipo é o fanboy que defende mas diante de algo superior é capaz de entender os pontos de um produto concorrente e até de passar a usa-lo, este gosta da marca por causa dos produtos, existindo uma grande diferença entre os dois. 

Em resumo, os fanboys sempre existiram em quase todos os assuntos de qualquer coisa já existente e vão continuar existindo? com conceitos e bandeiras ou sem, por um motivo ou por outro, o que fazer? Conviver, de preferência em paz.

Fonte 1 2


0 comentários:

Posts relacionados: