sexta-feira, 12 de julho de 2013

Final Fantasy XIV: jRPGistas em MMO?


Grande parte dos fãs de Final Fantasy são gamers de consoles, acostumados a jogar sozinhos, em games por turno. Alguns também jogavam MMOs e não estranharão muito, mas muitos nem sabem direito o que é isso. Já joguei dois MMOs, embora pouco de cada um e considero-me bastante noob, que é o termo que jogadores de MMOs usam para se referir aos jogadores inexperientes, mas vou tentar explicar o que sei para aqueles que não sabem e peço a ajuda dos que sabem mais para complementar ou corrigir meu texto nos comments.

Quais são as diferenças?

A mais básica é que em um jRPG você joga sozinho e nos MMOs joga online com outros players.

Parece simples e legal. Teoricamente você continuaria fazendo o mesmo que já está acostumado, que é jogar um jRPG, só que ao lado de outras pessoas. Na prática é um outro universo completamente diferente, que altera a própria essência do jogo. Generalizando, em jRPGs você joga com o objetivo de salvar o mundo de um mal e em MMOs seu objetivo é fortalecer seu personagem e, se possível, ser o TOP do server. 

Em jRPGs a estória, o enredo é uma das partes mais importantes do game, em MMOs a estória existe, mas não significa muita coisa. Cada MMO trata a estória de uma forma. Em alguns ela é complexa e envolvente e em outros existe apenas para justificar algumas quests ou bosses mais importantes. Em XIV até o momento a estória desempenha uma fração muito pequena do game. Para falar a verdade nem sei qual a estória e nem importa tanto.

Em jRPGs tradicionalmente lutamos em turnos e parados. Em MMOs as lutas são quase sempre de ação e o personagem deve se movimentar e muito. Minha primeira experiência foi com teclado, andando com as teclas A, W, D e S. Céus! Que inferno!!! Eu só batia a cara nas paredes e ficava encurralada nos cantos. Depois aprendi a andar com mouse e ficou mais tranquilo. Ainda assim, com o mouse você não consegue virar ligeiramente para a esquerda ou direita e é embaçado fazer isto no meio das lutas. Felizmente com XIV podemos usar o joystick, tanto na versão ps3 (óbvio, rs) quanto na opção PC. Atualmente estou jogando no PC com joy e é uma maravilha.

Em jRPGs enfrentamos os bosses sozinhos e o resultado depende apenas de nós. Em MMOs as lutas mais importantes são feitas em equipe e o resultado depende do desempenho de todos. Normalmente em MMOs existe uma tríade para as lutas que envolve um tanker (um cara fortão (ou fortona, lol)) que fica aguentando as piores porradas do boss enquanto os dps tiram sua vida e os healers curam os membros da equipe. DPS é abreviação de dano por segundo e são black mages, arqueiros e outras classes que atacam à distância ou não.

Em jRPGs evoluimos o(s) char(s) matando mobs, bosses e fazendo quests na cidade ou no mapa. Em MMOs existem várias instâncias, dungeons, algumas single-player e outras multi-players, sendo que as multi-players são imprescindíveis e normalmente as mais importantes, as que dropam os melhores itens e das quais você não vai conseguir escapar.

As dungeons multi-player variam de MMO para MMO. Algumas instâncias de MMOs são para muitos e aberta para todos os jogadores do server entrarem juntos e ao mesmo tempo. Nestas  você não precisa conhecer ninguém e a interação é pequena. Outras são para poucos jogadores, quase sempre 3 ou 4 e você pode jogar com jogadores desconhecidos em equipes temporárias montadas pelo game. Também existem dungeons médias, de 20 a 30 players em equipes temporárias. E finalmente existem as dungeons em que você precisa de uma equipe fixa, pois enfrentarão bosses complexos e serão necessárias várias tentativas até a derrota final. 

As dungeons grandes ou médias são tranquilas para os inexperientes. Ninguém vai prestar muita atenção em você. Basta seguir a maioria e tentar não errar ou morrer muito.

Não vou mentir para vocês e dizer que é super mega tranquilo participar de equipes. Se você é um bom jogador é sim, mas se está começando, fazer parte de uma equipe temporária pequena é tenso. Se você  não conseguir desempenhar bem seu papel (tankar, curar ou atacar) poderá ser expulso ou, no minimo, irá sentir-se terrivelmente mal. Se você é um jogador experiente poderá ficar irritado com a demora na conclusão da instância por culpa dos noobs inexperientes. Eu já tive as duas experiências. Em WoW na primeira vez que fui em uma masmorra, fui expulsa porque meu dps (dano por segundo) era muito baixo. Vergonha... :( Depois, quando melhorei e estava repetindo pela centésima vez a mesma dungeon, às vezes ficava morrendo vezes e mais vezes por estar com uma equipe fraca. Se você tem amigos, pode montar uma equipe para estas instâncias e resolve a questão. Se não tem... Lustre bem a cara com um óleo de peroba de boa qualidade e vá em frente. Tenha em mente que é todo mundo já passou por isso, mesmo os mais experientes e entenda que não tem como aprender se não tentar. :D

Fazer parte de uma equipe fixa é difícil e complicado se você não tem muitos amigos ou se não está em uma boa guilda, com muitos players. Se você é inexperiente o ideal é que junte-se a outras pessoas inexperientes. Todo mundo morrendo é melhor do que só você ficar morrendo e atrapalhando todos. lol Se você conseguir entrar em uma equipe de pessoas experientes com bondade suficiente para te ensinar, creia, estará no paraíso.

Mapa de uma das primeiras cidades

Isto nos leva à próxima grande diferença entre jRPGs e MMOs: as guildas. Em jRPGs as guildas são lugares onde você pega algumas quests opcionais para fazer. Em MMOs guildas são agrupamentos de players. É onde se pode conhecer pessoas, fazer amizades (e inimizades). Pode-se ficar fora de guildas em MMOs? Praticamente impossível. É preciso entender que a essência dos MMOs é o jogo multiplayer. Esta é a razão de sua existência. Cada MMO tem sua própria política, mas normalmente as guildas são essenciais para uma boa evolução. Não apenas você terá mais facilidade em participar de equipes para dungeons (fixas ou temporárias) como dependendo do game, poderá comprar itens que só vendem em guildas ou ter direito a prêmios por participação, etc... 

E o gamer gênero Lobo Solitário faz o quê? Bem, o ideal seria que não jogasse um MMO. Se jogar, aceite que terá que interagir com outros players. É possível minimizar esta interação, não participando tanto dos chats, entrando mudo e saindo calado das dungeons em equipe, etc... Não é o ideal e poderá te angariar antipatia, mas se você fizer isto da forma certa, sendo educado e jogando bem, com sorte será considerado tímido e te deixarão em paz. 

Existem algumas regras de boa educação que podemos seguir em busca de uma boa interação. O Marcos postou algumas dicas do Fox Hound em um post da Central dos Gamers dias atrás:

- Evitar falar de qual país você é logo de cara, 
- Não impor o português em um servidor norte-americano, buscando dialogar em inglês, mesmo que seja preciso o uso de dicionário;
- Se quiser falar português, procurar o chat de uma guilda de brasileiros.
- Manter o respeito,
- Evitar ficar quieto, pois sempre haverão pessoas dispostas a te ajudar e manter-se em silêncio não ajuda em nada, 
- Não ser o tipo de jogador que apenas perambula e não se interessa em jogar o game, pois é tipico das pessoas que fazem isso parar de jogar após um certo tempo, 
- Saber o seu lugar no grupo. Se o seu avatar é fraco, ficar atrás para dar suporte, curando os companheiros de time, buffando os status e debuffando os inimigos, 
- Não entrar em um grupo para ficar apenas esperando todos fazerem o trabalho para você, pois cada um tem o seu papel, até mesmo o indivíduo mais fraco da turma, 
- Pedir ajuda sempre sabendo quais materiais precisa farmar, pois há sempre pessoas dispostas a ajudar e/ou precisando dos mesmos materiais, 
- Também sempre pedir ajuda para construir a classe de seu personagem e informações dos melhores equipamentos do jogo para cada classe, pois seu personagem estando forte facilitará a vida de seu time,
- Mais importante: nunca e jamais entrar em atrito com outros jogadores, pois isto não só mancha sua reputação no jogo como também pode resultar em sua suspensão no jogo, 
- Ignorar sempre o pessoal que adora criar caso,
- Reportar todos aqueles que usarem qualquer tipo de assédio moral,
- Regra primordial: sempre ajudar os novatos pois são eles os seus companheiros de time futuramente. Ajudando os novatos você vai criando um ciclo de amizades muito agradável e próspera que torna a experiência no jogo online muito mais produtiva. (Obrigada Marcos e Fox)

Em FF XIV ARR as guildas são chamadas de Free Companys (FC). Além da guilda você também pode participar de LinkShells (LC), tantas quantas quiser. LinkShells são canais de comunicação. Vamos dizer que você pertence a uma guilda e um amigo a outra e outro a outra. Vocês podem criar uma LinkShell e estarão permanente em contato em um chat. As LinkShells comportam 128 membros, salvo engano. Desde que os moderadores da LinkShell te aceitem, pode participar de quantas quiser. 

Tela do jogo
Continuando com as diferenças entre os estilos de jogo, outra questão que trás um certo desconforto para os jRPGistas é a complexidade da tela e a quantidade de botões e opções. Nos jRPGs é bem simples: você tem o mapinha lá em cima, aperta triângulo ou Y e o menu de opções aparece, com o básico: configuração do(s) char(s), itens, equips, settings e um ou outro item a mais. Quando está em uma luta aparecem os ícones da luta: skills, itens, fugir, defender e uma ou outra opção. Acabou. Nas cidades você tem os shops: equipamentos, armas, itens, magias às vezes e fim. 

As telas dos MMOs são repletas de itens, opções, menus, controles e fico até tonta às vezes, sem saber o quê é o quê. As cidades são repletas de opções, com trocentos shops, guilds disso e daquilo, ferreiro (conserta itens quebrados), teleporters, etc... etc...

Vou postar em breve algumas telas do FF XIV ARR e tentar explicar o que é o quê, mas recomendo aos iniciantes parar para investigar a tela e a cidade antes de começar.

Acho que a maior diferença entre os games é como se desenrola sua ação. Em jRPGs vamos seguindo a estória até seu final, passando de capítulo a capítulo e enfrentando um boss no final de cada um até o último. Em MMOs você caminha seguindo as quests que vão se abrindo e que vão conduzindo a evolução de teu char e te dando itens e equips. Normalmente a evolução vai até um determinado level (não sei ainda como é no ARR) e após chegar no level máximo a concentração é em conseguir derrotar bosses mais fortes em equipe e assim conseguir os melhores itens. 

Alguns itens podem ser farmados ou feitos por craft e você também usará boa parte do jogo em busca destes itens. O que nos leva às profissões que praticamente não existem em jRPGs e que são essenciais nos MMOs. Em WoW eu tinha 2 profissões: mineradora e joalheira. Minerava pedras que podia vender e com o dinheiro comprar outros itens que precisava e também usava as pedras para fazer jóias para uso próprio ou para venda. Em XIV até onde entendi podemos desenvolver todas as profissões ao mesmo tempo, se quisermos: carpinteiro, ferreiro, costureiro, etc... Para desenvolver uma profissão, começando lá no lvl 1, vamos fazendo as quests da profissão. Ter todas deve ser gratificante, mas muito, muito, trabalhoso.

Criação de personagem

Tivemos classes em alguns jRPGs, embora não fosse tão frequente. Em MMOs é básico. Você inicia o jogo fazendo as escolhas: classe, raça, mundo. Também planejo escrever sobre isto, ao menos o básico que é o que temos de material no momento. Em XIV ARR podemos ter todas as classes em um único personagem, o que é bem legal. Basta mudar a arma para mudar a classe. Se quer um arqueiro, basta colocar um arco e flecha. Ainda não mudei o meu, vou experimentar hoje, se possível, mas é o que sei. Quando você muda a arma e a classe, volta para o lvl 1 e vai upando. Parece que algumas magias ou habilidades de uma classe podem ser usadas por outra classe, exemplo, o cure da conjurer pode ser usado pelo arqueiro, etc... Isto não é ótimo? :D

...

É melhor jRPG ou MMO? Não existe esta questão. Vai de gosto. São estilos de jogo diferentes. Você pode gostar de ambos ou odiar um deles. Só mesmo jogando para saber.

Eu prefiro jRPG com certeza absoluta, mas como o gênero está agonizando, infelizmente, Final Fantasy XIV parece uma boa opção para continuar jogando no ambiente FF que gosto e ainda com o bônus da participação em conjunto com vários dos amigos que fiz aqui no blog.

Além disto, os MMOs levam o jogo de RPG além, a um patamar acima. O nível de customização dos chars costuma ser maior do que em jRPGs. O mundo é muito, muito grande (normalmente) com várias cidades e mapas. É muito mais complexo e intenso. É realmente a evolução do gênero e Final Fantasy XIV pertence à nova e mais atual geração de MMOs. Se você jogar XIV ARR, tenha certeza de que está vivenciando o que há de melhor e mais atual. :D

Para todos aqueles que querem experimentar, em breve começará a fase Open do teste Beta. Nossa expectativa é que comece no próximo final de semana depois deste, ou seja, à partir do dia 20. É uma oportunidade para jogarem antes de comprar o game e decidirem se gostam ou não.

Estarei lá com outros amigos e sempre disposta a ajudar no que puder. :D

0 comentários:

Posts relacionados: